Os melhores vinhos especialmente para si - Entregamos na Europa l Ásia l Brasil l USA

Biondi Santi Sassoaloro 2019 Toscana, Itália Wine Broker Company

Biondi Santi Sassoaloro 2019

Preço normal
Esgotado
Preço de saldo
€30,00
Envio calculado no check-out.
Quantidade deve ser 1 ou mais

🚚  Entrega garantida e com seguro em seu país {flag} {country}

 

📦 Compre hoje para receber até {shipping_date}

Região: Toscana - Itália
Uvas: Sangiovese
Garrafa: 750ml
Safra: 2019

 

A propriedade Castello di Montepò, localizada em Maremma, ao sul de Grosseto, no paralelo da fortaleza de Talamone, fica longe de Montalcino. Por que Jacopo Biondi Santi, a última geração da família que inventou o Brunello, o comprou da neta do escritor inglês Graham Greene para torná-lo a sede de seu próprio negócio de vinhos? A razão é simples: para perpetuar a tradição em Montalcino, seguindo o caminho dos antepassados, está o seu pai Franco, enquanto prossegue, desde 1991, um projeto diferente: produzir vinhos mais próximos das necessidades do mercado, sem, no entanto, entrar em conflito com a imagem do Brunello di Montalcino, à qual seu nome está tão intimamente ligado. Assim, a partir da colheita de 1991, produziu Sassoalloro, feito com as mesmas uvas de Brunello, mas vinificada de forma inovadora. E com a colheita de 1993 criou outro SuperToscano, o Schidione, misturando Sangiovese, Cabernet Sauvignon e Merlot. A operação entrou na fase executiva com a aquisição de Montepò, de onde adquiriu as uvas para aquelas primeiras experiências: 360 hectares de terra com grande vocação vitivinícola dominada por um Castelo, fortaleza medieval que foi impregnada ao longo dos séculos. Empoleirado no topo de um relevo imponente, o edifício militar foi parcialmente refinado durante o Renascimento, e hoje está em esplêndido estado porque o marido da anterior proprietária (que há alguns anos foi nomeado diretor do Museu Britânico em Londres) trouxe de volta ao seu esplendor original com uma restauração exemplar. Jacopo Biondi Santi elevou a área de vinha para 220 hectares, plantando a vinha histórica da família, Sangiovese, mas também variedades internacionais: cabernet sauvignon, merlot, sirah. A composição do terreno, a variedade de microclimas e a proximidade do mar tornam a quinta apta para a produção de vinhos do mais alto nível, totalmente expressivos do grande potencial vitícola da zona da Maremma. De outro cru que Biondi Santi identificou nasceu em 1997 o último grande tinto de sua gama, um 100% Cabernet Sauvignon que ele batizou com o antigo nome de Montepò: Montepaone. Mas esse foco nos Super Toscanos não significa quebrar a tradição familiar? “Nem um pouco”, diz ele: “afinal, Brunello di Montalcino nasceu de uma transgressão na forma de fazer vinho há um século, uma transgressão deliberadamente realizada por meu bisavô Ferruccio. Quem, antes de se tornar um enólogo, havia lutado com Garibaldi em Bezzecca em 1866, quando tinha apenas 17 anos. Ele não era um conformista, era um temperamento livre e rebelde. E espero me parecer com eles pelo menos um pouco".