Os melhores vinhos especialmente para si - Entregamos na Europa⎮Ásia⎮Brasil⎮USA

Chateau d'Yquem 2001 - Wine Broker Company

Chateau d'Yquem 2001

Preço normal
€849,00
Preço de saldo
€849,00
Envio calculado no check-out.
Quantidade deve ser 1 ou mais

🚚  Entrega garantida e com seguro em seu país {flag} {country}

 

📦 Compre hoje para receber até {shipping_date}

Região: Sauternes, Bordeaux, França
Uvas: Sémillon/Sauvignon Blanc
Garrafa: 750ml
Safra: 2001

RP: 100
WS: 100

Um argumento persuasivo pode ser feito de que Yquem é o mais grandioso vinho de Bordéus.

Yquem, localizado no coração da região de Sauternes, fica magnificamente no topo de uma pequena colina com vista para as vinhas de muitos dos “premiers crus classés”. Entre 1785 e 1997, esta propriedade estava nas mãos de uma só família. Conde Alexandre de Lur Saluces é o mais recente membro desta família a ter a responsabilidade de gerir esta vasta propriedade, tendo substituído o seu tio em 1968. Em 1997, a propriedade era exclusiva do gigante conglomerado Moët-Hennessy, mas a venda foi contestada em vão pelo Conde de Lur Saluces, que se manteve apenas como administrador.

A grandeza e singularidade de Yquem são certamente resultado de uma série de fatores. Primeiro, tem uma localização perfeita, que se diz ter o seu próprio microclima. Em segundo lugar, a família Lur Saluces instalou um elaborado sistema de drenagem com mais de 60 quilómetros de tubulações. Em terceiro lugar, há uma obsessão fanática para que Yquem produza apenas os melhores vinhos, independentemente da perda financeira ou dos problemas. Este último fator, é a maior razão pela qual Yquem é tão superior aos seus vizinhos.

Em Yquem, afirmam orgulhosamente que apenas é produzido um copo de vinho por videira. As uvas são colhidas na maturidade perfeita, uma a uma, por um grupo de 150 colhedores que frequentemente passam seis a oito semanas em Yquem e percorrer a vinha, no mínimo, em quatro vezes separadas. Em 1964 eles andavaam pela vinha 13 vezes separadamente, apenas para conseguir colher uvas que eram consideradas impróprias, deixando Yquem sem produção alguma nessa colheita. Poucas propriedades vitivinícolas estão dispostas ou são financeiramente capaz de desclassificar toda uma colheita.

Yquem tem inacreditáveis possibilidades de envelhecimento. Porque é tão rico, opulento, e doce, muitas vezes é bebido antes de chegar ao seu décimo aniversário. No entanto, Yquem quase sempre precisa de 15-20 anos para mostrar o seu melhor, e as grandes colheitas são frescas e decadentemente ricas em qualidade entre os 50-75 anos ou mais. O melhor Yquem que eu já bebi foi o de 1921. Era extremamente fresco e vivo, com uma ostentação e riqueza que jamais esquecerei.

Este compromisso para com a qualidade não pára na vinha. O vinho é envelhecido por mais de três anos em barricas novas de carvalho, com uma perda de 20% do volume total da colheita devido à evaporação. Mesmo quando o Conde de Lur Saluces julga que o vinho está pronto para ser engarrafado, existe uma severa seleção no sentido de apenas os melhores barris serem utilizados. Em anos excelentes, tais como 1980, 1976 e 1975, 20% dos barris foram eliminados. Em anos difíceis, como o de 1979, 60% do vinho foi desclassificado, e na vindima problemático de 1978, 85% do vinho foi declarado indigno de ser vendido como Yquem. Que eu saiba, nenhuma outra propriedade tem um tal processo implacável de seleção. Yquem nunca é filtrado por medo de remover algumas das suas riquezas.

Yquem também produz um vinho seco chamado de "Y" É um vinho distinto, com um bouquet não muito diferente de Yquem, mas tem um sabor seco e a carvalho no paladar e, geralmente, é muito encorpado e visivelmente alcoólico. É um vinho poderoso e, para o meu paladar, é melhor servido com um alimento rico como o foie gras. Yquem, ao contrário de outros vinhos famosos de Bordéus, não é vendido en primeurou como um vinho futuro. O vinho é geralmente lançado quatro anos após a vindima, a um preço muito alto, mas tendo em conta o trabalho envolvido, o risco, e o processo de seleção brutal, é um dos poucos vinhos com preço de luxo que merece ter um preço estratosférico.